Buscando a notícia para você desde 2007 - Região dos Lagos - Ano 2016 -

A saúde da família começa na cozinha


As infecções e intoxicações alimentares são frequentes, por vezes o problema tem origem em nossa casa e principalmente na cozinha. O melhor é adotar bons hábitos.


Coloque em prática algumas dicas medidas.

Plantas

Evite as plantas na cozinha. Deixe de fora da área de preparação dos alimentos por que que a terra pode cair e contamina os alimentos 

Higiene das mãos

Lave as mãos com água e detergente antes de cozinhar e de manipular alimentos. E após lavar a louça é preferível secar suas mãos ao ar do que com um pano mais ou  menos limpo.

Dispensa

Deixe-as longe da luz do sol e fontes de calor. Deixe os produtos com validade curta em locais mais acessíveis.

Exaustores

Eles  propiciam a acumulação de gordura e pode provocar incêndios. Uma vez por mês pelo menos laveo com água morna e detergente enxágue com água quente.



Forno e microondas.

Mantenha os limpos. Reduza os respingos de alimentos no microondas usando uma tampa sobre os pratos e travessas e deixe um tempo a porta aberta para ventilar e eliminar odores e resto do detergente.

Geladeira e freezer.

Lave com água e detergente antes de guardar as compras semanais,faça uma limpeza mais profunda. Ao desinfetar use vinagre ou água sanitária. Os embalados ou recipientes fechados deve ficar em torno de celsius negativos acima de 3 graus celsius´o freezer deve se manter abaixo de 18 graus celsius negativos. Evite o acúmulo de gelo que prejudica o funcionamento da geladeira ou no freezer.

Animais

Eles são proibidos na cozinha principalmente animais pequenos que sobem nas bancadas. A pata destes animais pisam em solo infectados de microbios levando para sua cozinha, se eles comem nesse ambiente mantenha a ração em comedouros e assim que esvaziar lave-os. 



Lata de lixo 

Mantenha tampada e forrada com o saco optar pela que tem pedal, regularmente lave a com água e detergente.

Produtos de limpeza

Arrume os em locais acessíveis e longe do alcance das crianças.
Arrume os em locais inacessíveis as crianças. Prefira produtos com tampas de segurança. 

Máquina de lavar louça.

Caso tenha limpe-as com freqüência e não deixe sujeiras acumuladas no filtro

Bancada e tábuas

Deixe a superfície sempre limpa com detergente, aplique água sanitária para limpezas mais profundas com água muito quente ou coloque as na máquina de lavar louçã 

Panos e esponjas

Troque panos e esponja sem esperar que fiquem com sujeiras ou degradações evidentes.

Fizemos essa pesquisa para os leitores que gostam de uma boa limpeza.
Essas são algumas dicas para você ter a sua cozinha sempre limpa. 

Se você tem dicas ou truques que são uteis para a casa e quer compartilhar, nos envie mandando um email. Entre em contato. jornaloresumo@gmail.com

Direitos que o consumidor tem e não sabia - Coluna Dicas e Truques.

1. É muito comum entrarmos em um estacionamento de shopping ou supermercado e vermos, logo na entrada, uma placa dizendo que a empresa não se responsabiliza por danos ou furtos que ocorrem dentro do estacionamento. Porém, não é assim que o Direito entende.

O Superior Tribunal de Justiça (STJ), mediante Súmula nº 130, já pacificou o entendimento de que a empresa é, sim, responsável por danos ou furtos em veículo de seus clientes ocorridos em seu estacionamento, ainda que seja gratuito.

Ao oferecer estacionamento para clientes, a empresa se compromete com a segurança do local. É uma oferta e, como toda oferta, deve ser cumprida e respeitada, sob pena de frustrar uma expectativa do consumidor. Além de tudo, é uma forma de atrativo e há um retorno financeiro com isso.



2. Segundo o art. 49 do Código de Defesa do Consumidor, o cliente que adquire um produto fora de uma loja física pode desistir da compra no prazo de 7 dias a contar de sua assinatura ou do ato de recebimento do produto ou serviço.

É o chamado direito de arrependimento, para o consumidor que efetua uma compra pela Internet ou por telefone. O prazo é dado para que o consumidor confirme se gostou do produto, já que, pela Internet, por exemplo, não teve a chance de avaliar de perto. Se, ao receber, o não produto não for aquele que imaginava, o consumidor poderá desistir do negócio.



3. Outro fato muito comum é a diferença de preço de um produto na prateleira e no caixa. Um produto é exposto na prateleira com um valor e quando o consumidor chega no caixa o valor é outro.

Nesse caso, qual é o valor que deve valer? Com certeza, é o valor mais baixo, seja qual for (da prateleira ou do caixa). O princípio é bem simples: na dúvida, deve prevalecer o valor que for mais favorável ao consumidor.




4. Segundo a Lei nº 11.975 de 2009, os bilhetes de passagens de transporte coletivo rodoviário intermunicipal, interestadual e internacional terão validade de 1 ano, a partir da data de sua emissão, independentemente de estarem com data e horários marcados.

Caso o consumidor não consiga embarcar no horário da passagem, poderá remarcar a viagem, desde que seja dentro do prazo de validade, que é de 1 ano. É um grande benefício para o consumidor, que não perde o dinheiro que pagou pela passagem, caso pegue um engarrafamento e não chega a tempo para pegar o ônibus.



5. Quem nunca passou pela situação chata de efetuar uma chamada telefônica e antes que a conversa acabe a ligação cai? Quem mais sofre é quem usa celular pré-pago, pois acaba com os créditos rapidinho.

A Resolução nº 604 de 2012 da ANATEL veio dar um alívio a esse problema. Segunda a resolução, se uma ligação cair no meio de uma conversa e ocorrer ligações repetidas de um mesmo número de origem e destino, a operadora de telefonia só poderá cobrar uma única chamada, desde que o final de uma chamada e o início da seguinte for inferior ou igual a 120 (cento e vinte) segundos.


Fonte e Fotos : http://www.proteste.org.br/
Conheça a PROTESTE